O arquiteto Sérgio Magalhães, presidente do IAB, participou do 4º Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (Enanparq), realizado em Porto Alegre, de 25 a 29 de julho, e apresentou aos pesquisadores aí reunidos o programa de trabalho para o 27º Congresso Mundial de Arquitetos UIA 2020 RIO. Magalhães sugeriu uma reflexão conjunta sobre os desafios urbanos do país, focando 2020, e a ser desenvolvida ao longo destes quatro anos que nos separam do Congresso.

A agenda urbana para 2020 será estruturada em dois eixos: a defesa do planejamento das cidades brasileiras como função de Estado e a compreensão de que as cidades precisam definir um novo paradigma urbanístico para o enfrentamento dos desafios que lhes são apresentados pelo século XXI, em que se exige a redução das enormes desigualdades intra-urbanas e a atenção para com as questões do clima e do ambiente.

Ao apresentar estimativas populacionais do IBGE, Sérgio Magalhães avaliou que o país está se aproximando da estabilidade demográfica. No entanto, a demanda por novas moradias continuará crescendo por conta da redução do tamanho médio das famílias.

Nesta geração, as cidades brasileiras deverão construir algo como metade do que existe hoje. Em termos de moradias, serão mais 30 milhões de novas unidades nos próximos 20 a 25 anos. Nenhuma outra geração teve um desafio dessa magnitude.

Para o presidente do IAB, ao arquiteto brasileiro se coloca a responsabilidade de propor e de construir uma cidade mais inclusiva, com a redução do enorme deficit socio-ambiental, e com a universalização dos serviços públicos. Mas, certamente, isso implicará em estancar a expansão predatória do território para evitar que as áreas consolidadas e infraestruturadas fiquem esvaziadas enquanto áreas novas sejam ocupadas sem infraestrutura. É necessária uma mudança fundamental no paradigma que construiu o sistema urbano do Brasil de hoje. "Qualificar a cidade brasileira e colocar a arquitetura como um instrumento poderoso para essa tarefa, este é repto que a História coloca à frente da atual geração de arquitetos brasileiros. "

O Congresso Mundial de Arquitetos UIA2020RIO será o maior evento do Rio de Janeiro pós-Jogos Olímpicos. Com o tema “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21”, o encontro reunirá cerca de 15 mil arquitetos de todo o planeta para discutir a realidade urbana do mundo contemporâneo, onde se expressam a diversidade e a multiplicidade das formas urbanas e dos modos de produção das cidades.

O UIA 2020 RIO tem o apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ), da Federação Nacional de Arquitetos e Urbanistas (FNA), da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP), da Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura (AsBEA), da Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo (ABEA), da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (ANPARQ), do Conselho Internacional dos Arquitectos de Língua Portuguesa (CIALP) e da Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos (FPAA).

 
 
Comitê Organizador do
UIA2020RIO
27° Congresso Mundial de Arquitetos
Institutos dos Arquitetos do Brasil
Endereço: Rua do Pinheiro, 10 - Flamengo
Rio de Janeiro, Brazil
info@uia2020rio.archi
Tel.: +55-21-2557-4192
Instituto dos Arquitetos do BrasilInstituto dos Arquitetos do Brasil - Rio de JaneiroInstituto dos Arquitetos do Brasil - Rio de JaneiroInstituto dos Arquitetos do Brasil - Rio de JaneiroInstituto dos Arquitetos do Brasil - Rio de Janeiro
Conselho de Arquitetura e Urbanismo do BrasilConselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de JaneiroFederação Nacional dos Arquitetos e UrbanistasInstituto dos Arquitetos do Brasil - Rio de JaneiroInstituto dos Arquitetos do Brasil - Rio de JaneiroFederação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas